FIM DA VIOLÊNCIA CONTRA AS MULHERES

FIM DA VIOLÊNCIA CONTRA AS MULHERES
WJDW

terça-feira, 17 de janeiro de 2012

HOJE, ÀS 13H, MANIFESTAÇÃO CONTRA O BBB-ESTUPRO



Ato de repúdio a violência sofrida pela partipante Monique do BBB 12. Hoje, às 13h, no Jardim Botânico, Rua: Lopes Quinta 303. Todas as capitais estão se mobilizando. No ato será entregue a carta:

ELA TEM O DIREITO DE SABER



Notícias

6º dia

Debaixo do edredom

Está rolando o clime entre Daniel e Monique debaixo do edredom. Ele se mexe, parece acariciar a sister, mas a loira não se move.



Essa mensagem foi exibida para quem assina o pay-per-view do Big Brohter Brasil 12, realizado pela Rede Globo de Televisão. Ela é uma prova da irresponsabilidade da emissora com as pessoas na casa, ao mostrar que, mesmo tendo percebido que Monique estava dormindo, inconsciente, as pessoas que trabalham na produção do programa não fizeram nada. Ou melhor, fizeram: criaram as condições para o estupro, omitiram socorro e lucraram com sua exibição.



Para quem não acompanhou o ocorrido, no amanhecer do dia 15 de janeiro, depois de uma festa patrocinada dentro do reality show, o participante Daniel deitou na cama em que Monique estava dormindo. Durante mais de três minutos se esfregou nela, num movimento sexual de vai-e-vem, sem que ela se movesse. Detalhe: existem menos camas que participantes. Isso foi filmado e transmitido ao vivo para todo o Brasil.



Existe uma equipe paramédica de plantão na produção do programa para atender a qualquer emergência considerada importante. Se Monique tivesse desmaiado na pista de dança, seria atendida. Mas ela foi estuprada diante de pessoas que deveriam ser responsáveis por sua segurança, e que deixaram isso acontecer em sua presença, quando poderiam ter tirado o agressor da cama da vítima. Diante do crime, a Rede Globo simplesmente mudou o ângulo da câmera e, no dia seguinte, tirou todos os vídeos do ocorrido da internet. Não bastasse, a produção, que acompanha tudo o que acontece no programa, já tinha ouvido o alerta de Mayara, que sofreu abuso por parte do mesmo Daniel na noite anterior enquanto dormia. Ela disse que não dividiria mais a cama com ele.




1) Houve estupro?

Sim, houve.

Segundo o §1º do artigo 217 do Código Penal, é estupro de vulnerável fazer qualquer tipo de sexo (vaginal, oral, anal etc, com ou sem penetração, seja entre heterossexuais ou homossexuais, homens ou mulheres) com menores de 14 anos e também “com alguém que, por enfermidade ou deficiência mental, não tem o necessário discernimento para a prática do ato, ou que, por qualquer outra causa, não pode oferecer resistência”.



Uma pessoa completamente alcoolizada não pode oferecer resistência, que o vídeo mostra claramente essa situação. Como quem assiste ao programa já percebeu, quem participa dele tem amplo incentivo para abusar de bebidas alcoólicas durante essas festas. Mas, como se pode perceber no caso da Monique, depois de ficar vulneráveis não podem contar com a ajuda de ninguém. O fato de ela não lembrar de nada no dia seguinte só confirma essa tese.



2) A Globo é responsável?

A Rede Globo pode vir a ser responsabilizada pelo crime de omissão de socorro, uma vez que a emissora poderia a qualquer hora parar o ato praticado que ela estava filmando. De acordo com o artigo 135 do Código Penal:



Omissão de socorro

Deixar de prestar assistência, quando possível fazê-lo sem risco pessoal, a criança abandonada ou extraviada, ou a pessoa inválida ou ferida, ao desamparo ou em grave e iminente perigo; ou não pedir, nesses casos, o socorro da autoridade pública.



3) O que queremos?



- O que consideramos mais importante é que a vítima possa falar direito por si mesma, ter contato com o mundo exterior, saber o que está sendo falado sobre uma situação que, afinal, é sobre ela. Que ela possa ver a si mesma no vídeo, já que todo o país já pode ver, menos ela, a vítima. Portanto, que a produção do programa Big Brother Brasil 12 mostre à Monique o vídeo com o registro do estupro, para que ela saiba o que ocorreu, já que não se recorda, e tenha liberdade para entender o que viu e se pronunciar. Que a exibição desse vídeo seja transmitida e seja feita em silêncio, por respeito à vítima.

Ressaltamos a importância deste tópico, uma vez que mais importante que discussão em redes sociais, investigação, racismo, briga contra a Globo, o mais importante e primordial que está se perdendo é justamente o bem-estar da vítima, o seu discernimento, seus direitos. Entendemos em primeiro lugar, portanto, que a vítima deve ter acesso às informações do mundo exterior e possa se comunicar com o mundo de fora, e que possa ter acesso às imagens que foram gravadas e que mostram a possível cena de estupro. É necessário dar instrumentos para que a pessoa possa perceber a realidade na qual é o personagem principal. Há muita gente que fala por ela, contra ela, a favor dela. O risco é justamente de perder a vítima em meio à tormenta, ela que deve ser protegida nesta situação. ELA TEM O DIREITO DE SABER.



- Que a Rede Globo preste contas pelo crime de omissão de socorro.

- Que a Rede Globo faça uma retratação e peça desculpas pelo ocorrido.

- Que a Rede Globo atue ao lado dos direitos humanos, fazendo uma ação educativa em relação ao crime de estupro em suas variadas configurações.

- que uma assistente social e uma psicóloga, ou ainda alguém indicado/a pela vítima, possam acompanhá-la para prestar auxílio.

27 comentários:

  1. Concordo plenamente com vocês. Não é mais apenas um reality show, agora um caso de violação dos direitos humanos.

    ResponderExcluir
  2. Gente, eu postei um comentário no Viomundo, onde eu falei sobre esse caso do estupro de vulnerável. Eu disse várias coisas, inclusive que a Globo deve responder pelo crime de ESCRITO OU OBJETO OBSCENO, nos termos do parágrafo único, inciso II, do art. 234, do Código Penal:

    “Art. 234 – Fazer, importar, exportar, adquirir ou ter sob sua guarda, para fim de comércio, de distribuição ou de exposição pública, escrito, desenho, pintura, estampa ou qualquer objeto obsceno:
    Pena – detenção de 6 meses a 2 anos, ou multa
    Parágrafo único. Incorre na mesma pena quem:
    (…)
    II – realiza em lugar público ou acessível ao público, representação teatral, ou exibição cinematográfica de caráter obsceno, ou qualquer outro espetáculo que tenha o mesmo caráter”.

    Depois, eu aumentei o comentário e publiquei no meu blog (que recebe muitos visitantes do meio jurídico) e até pedi para que quem fosse do Direito e passasse por lá, deixasse um aviso pra mim, se visse que eu tinha falado alguma (ou muita) besteiras sobre o enquadramento legal do fato. Já vi que muitos passaram por lá, mas ninguém falou nada.

    Agora, estou vendo vocês aqui e a questão da omissão de socorro. Sei que o art. 234 do CP está meio em desuso, por conta da maior liberalidade da sociedade, mas ele continua vigente. Aliás, na última semana do mês de junho de 2011, a própria Rede Globo apresentou uma matéria sobre a propaganda de pornografia nos telefones públicos, que acarretou na prisão de duas pessoas. A matéria pode ser vista pela internet no site da emissora Globo:
    http://jus.com.br/revista/texto/19948/do-crime-de-escrito-ou-objeto-obsceno

    Então, eu queria saber sobre essa questão: a possibilidade de aplicar o art. 234 (que é crime de menor potencial ofensivo) nesse caso do BBB. Alguém sabe?

    O link do meu blog é:
    http://www.scmcampinas.blogspot.com/2012/01/licao-do-estupro-ao-vivo-no-bbb.html

    ResponderExcluir
  3. Os patrocinadores desse atentado contra os direitos humanos, sobretudo da mulher, investiram R$ 20,6 milhões em troca de exposição na televisão e na página do BBB na internet.

    AmBev com o Fusion Energy Drink (servido na tal festa)
    Guaraná Antarctica
    Fiat
    Niely
    Schincariol (Devassa)
    Unilever (Omo)
    Carrefour

    ResponderExcluir
  4. Hahaha a mulheer tava pelada na cama passando a mao nele e nao quer que o cara acha que tem direito ahahahaha ta bom vai....

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A mulher estava sob efeito do álcool, que pode ser livremente consumido, e aliás, seu consumo é exageradamente influenciado pelo programa. E a mulher tem o direito de quer ou não fazer sexo em qualquer que seja a situação. Culpabilizar uma vítima de estupro é a forma mas tradicional do machismo encravado na nossa sociedade. Sinto vergonha por ver que ainda existem pessoas que tem pensamentos abusurdos como esses seus.

      Excluir
    2. Quanta ignorância! A vítima é tratada como culpada, e nem se comenta sobre o agressor. SIm, ele também estava sob efeito de bebida alcólica, então acho que nesse caso a emissora deve ser culpabilizada, pois não teve controle sobre o caso, simplesmente deixou rolar sem fazer nada e tentou tapar o sol com a peneira. Mas quanta ignorância esse seu comentário viu? Acho que veio falar besteira no lugar errado!

      Excluir
  5. Ela comenta que ela estava passando a mao no rapaz disse que nao se lembra se estava de chortinho não acho que o rapaz teve culpa nao acho que mulheres que perdem o valor deixando que um estranho passe a mao nela nao tenha que ser culpado acho que o ato ocorreu pq ela nao se deu o devido respeito. Isso sim e outra se fosse grave assim eles teriam tomado seu devidos valores o bial mesmo falou que era amor. Me desculpa só acho que tem casos mais graves para ser protestado nao uma coisa tão banal que nem mesmo a participante prestou queixa. A mulher quando tem relão são no dia seguinte sente e sabe o que ocorreu....

    ResponderExcluir
  6. oi pessoal, fiquei sabendo de última hora e não pude participar do ato, mas deixem nos informadas!!!!
    força!

    ResponderExcluir
  7. Reclame com os patrocinadores:: não seja cliente de quem estimula baixaria
    http://www.ambev.com.br/pt-br/a-ambev/canais-de-comunicacao/fale-conosco http://www.unilever.com.br/resource/faleconosco/index.aspx http://www.niely.com.br/Contato.aspx http://www.fiat.com.br/fale-com-a-fiat/ http://www.devassa.com.br/contato.php

    Texto copiado do comentário do M. Sky

    Gostaria de saber qual é a posição da XXXXXXX em relação ao estupro que ocorreu no BBB logo após uma festa patrocinada por vocês.

    Ademais, gostaria também de saber o que justifica a XXXXXXX continuar a patrocinar um programa como o BBB que foi conivente e omisso com o abuso sexual contra a participante, já que a produção do programa nada fez para impedir o abuso e nem mesmo tomou as medidas cabíveis depois dele, uma vez que somente com a intervenção da polícia é que começou a tratar do assunto com seriedade. Por que a produção do programa não levou a participante Monique para fazer um exame toxicológico e um exame de corpo delito logo após o ocorrido? Sei que essas perguntas não cabem à XXXXXXX responder, mas cabe à XXXXXXX justificar o porquê de continuar patrocinando um programa em que é conivente com esse tipo de acontecimento.

    De minha parte a imagem da XXXXXXX restou muito prejudicada. E pelo que tenho lido pela internet, essa não é uma opinião isolada.

    ResponderExcluir
  8. O machismo é infinitamente maior no Brasil que o racismo... Estuprama mas não mata... É uma vergonha!

    ResponderExcluir
  9. Até quando vamos aceitar esse tipo de atitude... A menina pode estar gravida ter pego alguma doença, quanta irresponsabilidade dessa emissora de tv... Que pais é esse????

    ResponderExcluir
  10. Foi feita uma edição dos fatos e passado em rede nacional

    ResponderExcluir
  11. Manipulação imunda! A vitima é tratada como culpada sem saber dos fatos, o vídeo em que ela fala para ele se afastar tem legenda alterada!,, porque ?! Como uma sociedade permiti isso ?.. Essa montagem tem que ser retratada pela emissora!,!,,não é possível essa apologia ao estupro, essa falta de responsabilidade com nossa sociedade, que tipo de pessoas estamos formando,!,,

    ResponderExcluir
  12. Tudo por dinheiro....

    ResponderExcluir
  13. É isso aí!
    Ao ler seu texto, percebi que ainda existem pessoas de bom senso no Brasil. Claramente, efetuou-se um crime hediondo que está sendo tratado pela mídia como algo normal. Todos os pais do Brasil odeiam este estuprador aproveitador e também a omissão da Rede Globo, que viu a menina ser estuprada, ao vivo, e não se manifestou: se fosse com minha filha, eu já teria ou morrido do coração ou matado o daniel estuprador e o boninho, canalhas.
    Abraços, e continuem protestando, pelo bem dessa menina.

    ResponderExcluir
  14. prezados,

    Vocês foram a convocação que fizeram?

    Estive na Lopes Quintas às 13 horas para fotografar o evento e não vi absolutamente nenhuma manifestação.

    Só um monte de seguranças da globo.

    Quanto a toda essa história, lembrem-se o crime de estupro agora, após recente reforma, é de ação pública condicionada, quer dizer, só há processo se a vítima quiser... então... façam as contas...

    abs,

    Nilson Soares
    www.baiaodeideias.blogspot.com

    ResponderExcluir
  15. Entrem no site Reclame Aqui (www.reclameaqui.com.br) e enviem reclamações aos patrocinadores:

    AmBev com o Fusion Energy Drink (servido na tal festa)
    Guaraná Antarctica
    Fiat
    Niely
    Schincariol (Devassa)
    Unilever (Omo)
    Carrefour

    ResponderExcluir
  16. MPF-SP abre procedimento para apurar violação aos direitos da mulher no BBB12

    Assessoria de Comunicação Procuradoria da República no Estado de S. Paulo

    17/01/12

    Objetivo do procedimento é exigir esclarecimento da emissora ao público sobre os fatos ocorridos

    A Procuradoria Regional dos Direitos do Cidadão em São Paulo, órgão do Ministério Público Federal abriu hoje um procedimento para “apurar divulgação de cena com possível abuso sexual por parte de participante do Big Brother Brasil BBB12, com violação aos princípios constitucionais da Comunicação Social e ofensa aos direitos da mulher”.

    O procedimento não é de natureza criminal. O possível crime ocorrido no estúdio em que é gravado o programa já é objeto de apuração da Polícia Civil e do Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro.

    A natureza da investigação do MPF é cível e visa garantir, principalmente, o respeito aos direitos da mulher. O objetivo do procedimento é que a Rede Globo, emissora de alcance nacional, não contribua para o processo de estigmatização da mulher, mas para a promoção do respeito à mulher e a desconstrução de ideias que estabelecem papéis estereotipados para o homem e a mulher, conforme prevê a Convenção Interamericana para Prevenir, Punir e Erradicar a Violência contra a Mulher (Convenção de Belém do Pará).

    Uma das possíveis linhas de trabalho do MPF é exigir da emissora a publicação de esclarecimentos no BBB sobre os direitos das mulheres, de forma semelhante à atuação da instituição no caso do BBB 10, quando o MPF exigiu da Globo um esclarecimento sobre as formas de transmissão da Aids.

    Outro questionamento que o MPF fará é sobre a forma como a Rede Globo informou o público a respeito dos fatos ocorridos na casa. Segundo a emissora (veja a nota oficial do BBB 12), o participante Daniel teria sido expulso por “comportamento inadequado”, mas a grande parcela do público que não tem pay-per-view e não viu as cenas ocorridas no último final de semana entre ele e a participante Monique, nem acompanha o debate em torno do assunto nas redes sociais, ficou sem saber em que contexto o “comportamento inadequado” ocorreu.

    O MPF em São Paulo, em virtude da fase inicial em que se encontra a apuração, não se manifestará publicamente sobre o caso novamente enquanto não receber as respostas da emissora.

    Procedimento nº 1.34.001.000233/2012-19

    Assessoria de Comunicação
    Procuradoria da República no Estado de S. Paulo
    Mais informações à imprensa: Marcelo Oliveira
    11-3269-5068
    ascom@prsp.mpf.gov.br
    www.twitter.com/mpf_sp

    ResponderExcluir
  17. AVON TIRA DA RETA! KKKKKKKKKKKKKKK

    Não somos patrocinadores do Big Brother

    COMUNICADO
    Diferentemente do que foi veiculado em alguns sites e posts na rede social, a Avon não é patrocinadora do programa Big Brother Brasil, exibido pela Rede Globo. A empresa apenas veicula comerciais de seus produtos nos intervalos da programação da emissora, o que faz com que os anúncios relacionados aos produtos Avon sejam vistos em várias oportunidades ao longo do dia.
    São Paulo, 17 de Janeiro de 2012
    http://contextolivre.blogspot.com/2012/01/avon-tira-da-reta.html

    ResponderExcluir
  18. Peçam esclarecimentos das empresas que estão envolvidas com o bbb, boicotem seus produtos até um posicionamento claro e público sobre a política dessas empresas em relação às mulheres. Empresas e produtos:

    Empresa AMBEV:
    Antarctica, Bohemia, Brahma, Budweiser, Caracu, Fusion, Gaterode, H2OH!, Lipton, Original, Pepsi, Polar, Serramalte, Skol, Stella Artoir, Sukita

    Empresa UNILEVER:
    Ades, Ala, Arisco, Axe, Becel, Brilhante, Cif, Clear, Closeup, Comfort, Dove, Fofo, Hellmann’s, Karo, Kibon, Knorr, Lipton, Lux, Maizena, Omo, Rexona, Seda, Surf, Tresemmé, Vasenol, Vinólia

    Empresa NIELY:
    Cor&Ton, Lysacolor, Lysacrem, Niely Gold, Niely Guanidina, Permanente Afro

    Empresa FIAT:
    Bravo, Doblò, Ducato, Fiat 500, Fiorino, Freemont, Idea, Linea, Mille, Palio, Punto, Siena, Strada, Uno

    Empresa DEVASSA/SCHINCARIOL:
    Devassa Índia, Devassa Loura, Devassa Negra, Devassa Ruiva, Devassa Sarará, Nova Schin, Primus, Glacial, Cintra, Nobel, Baden Baden, Devassa, Eisenbahn, NS2, Refrigerante Schin, Refrigerante Itubaína, Refrigerante Maçã, Água tônica Schin, Suco de frutas Skinka, Suco de frutas Fruthos, Água mineral Schincariol

    ResponderExcluir
  19. SSA, BA 18.01.2012
    Bom-dia todos
    LEI Nº 12.015, DE 7 DE AGOSTO DE 2009.
    Quero informar que segundo um funcionário da Globo a ação sexual entre Daniel Echaniz e Monique Amin foram 25 minutos de cena com a edição de apenas 07 minutos, ou seja, ainda temos os voyeur´s.
    É um absurdo que Monique Amin esteja claramente sendo orientada por advogados por que ela mesma na manhã seguinte diz que não se lembra de nada e depois da confusão fala que foi consensual. Se ela consentiu o sexo então que tipo de mulher é? E a emissora ainda vai e edita e nem expulsa a sister? Então se ela não foi estuprada, assediada sexualmente os dois sisters teriam que sair do BBB12.
    Este Boninho gosta de ver o circo pegar fogo para isto existe o BBB12 e o Bial metido num programa fétido deste.
    No vídeo que foi ao ar ela pouquíssimo se move e uma das pernas fica fora do edredom aberta parecendo um sapo sem reação alguma. Mesmo que ela tenha feito sexo o que o vídeo não mostra, ela estava bêbeda, portanto sem condições de escolha.
    Está evidente que foi uma ação sexual sem consentimento ou com a vítima embriagada sem discernimento.
    É uma cena chocante de estupro MESMO televisada e o respeito ao povo brasileiro a INTOCÁVEL GLOBO por razões de política ou sei lá o quê não é penalizada e tirado este BBB12 do ar. Isto é uma vergonha para nosso país.
    Não pedimos aos responsáveis da Rede Globo para assistirmos a uma edição do BBB12 pornográfico e nem tampouco eles avisaram para a censura determinar a hora de levar ao ar o estupro.
    A situação de Monique é ruim. Primeiro se embebedou (a intenção do chamado Boninho é esta-todos se embebedarem), péssimo exemplo e depois bêbeda ser USADA SEXUALMENTE. Depois não poder dizer a verdade por que ela não irá querer briga com a GIGANTE GLOBO.
    O que a presidente Dilma tem a fazer com relação ao respeito que devemos ser tratados. O país está entregue a quem?
    Isso já é notícia no mundo. A imagem do Brasil já arranhada com relação à exposição desnecessária das mulheres.
    A Srta. Monique deveria assistir toda a gravação da cena dela com o Daniel (os 25 minutos) e assim ver o que o povo brasileiro foi obrigado a assistir. Uma cena nojenta de estupro.
    Alegam que toda esta confusão é por que o rapaz é mulato. Não condiz com a verdade. Tivemos muitos casais no BBB que eram brancos e negros a exemplo de Grazi Massafera e seu companheiro na época que era um mulato e que ainda viveram juntos. Jean Wyllis um homossexual ganhou este mesmo BBB. Não há desculpas para o que vimos na Globo e queremos ver se o Ministério da Justiça não irá determinar uma RIGOROSA INVESTIGAÇÃO com esta situação. Não sei se o delegado tem algum impeditivo.
    A Rede Globo tem que respeitar o POVO BRASILEIRO e não só a mulher.
    Não há o que se contestar, com aceitação ou não de Monique Amin, houve sexo sim e em horário impróprio. LAMENTÁVEL. Tinha que sair os dois participantes do programa BBB12. Este programa virou BACANAL?
    A Monique Amin parecia um sapo de pernas abertas sem nenhum movimento ou reação muscular com as pernas. Ela não abraçava o Daniel e nem beijava. Estava completamente sem reação. Se isto foi sexo consensual não existe estupro mais no mundo. Parecia uma sapa. Está com imagem de mulher queimada. Meu filho é que não casaria com uma mulher desta.
    É preciso através desta patifaria haver um bom exemplo para nossos jovens brasileiros senão irá tudo ser permitido. Um horror, lamentável e esta moça beber tanto e ficar alcoolizada ao ponto de perder o controle sobre suas ações e emoções.
    Este BBB´s da Globo parece que só acontece para rolar estas imundícias e ensinar as crianças e jovens que tudo é permitido.
    Cristina Benevides

    ResponderExcluir
  20. Ela é maior de 18.

    Ela admitiu (ta no youtube a conversa no confessionário) que teve aquilo na mão e mão naquilo e tava bom.

    Ela e Ele disseram que não houve nada (que os dois não quisessem).

    Se ela estava dormindo e não houve penetração, foi só curtição !

    Se houve penetração e ejaculação precoce e ela não sentiu, pode marcar uma cirurgia de períneo URGENTE (se ao menos o cara fosse nipônico)

    Vcs não acham que aconteceu o de sempre ???

    Não estão exagerando???

    Nem a mãe e o pai dela estão preocupados...

    RELAXEM E GOZEM !!!!!

    ResponderExcluir
  21. Confiram o posicionamento do Professor Sandro Caldeira no vídeo a seguir: http://www.youtube.com/watch?v=VCjGyS_4Q4U

    ResponderExcluir
  22. SÃO PAULO - Protesto contra a Globo no caso BBB!

    Sexta, dia 20, das 12h às 14h, em frente a Globo São Paulo - Av. Dr. Chucri Zaidan, esquina da Av. Roberto Marinho.

    A Frentex - Frente Paulista pelo Direito à Comunicação e Liberdade de Expressão, o FNDC - Fórum Nacional pela Democratização na Comunicação e a Rede Mulher e Mídia convidam todos para este ato pela:

    1) Responsabilização da Globo por:
    * Ocultação de um fato que pode constituir crime;
    * Prejudicar a integridade da vítima e enviar para o país uma mensagem de permissividade diante de uma suspeita de estupro de vulnerável;
    * Atrapalhar as investigações de um suposto crime;
    * Ocultar da vítima as informações sobre os fatos que teriam se passado com ela quando estava apagada.
    2) Os anunciantes do BBB – como OMO, Niely, Devassa, Guaraná Antarctica e FIAT – devem ser entendidos como co-responsáveis, e a sociedade deve cobrar que retirem seus anúncios do programa ou boicotá-los.
    3) O Ministério das Comunicações deve colocar em discussão imediatamente propostas para um novo marco regulatório das comunicações, com mecanismos que contemplem órgãos reguladores democráticos capazes de atuar sobre essas e outras questões.

    http://www.viomundo.com.br/voce-escreve/protesto-contra-a-globo-no-caso-bbb.html

    ResponderExcluir
  23. Caso BBB: Feministas pedem direito de resposta e que Ministério Público Federal investigue responsabilidade da Globo

    http://www.scmcampinas.blogspot.com/2012/01/caso-bbb-feministas-pedem-direito-de.html

    MEXEU COM UMA, MEXEU COM TODAS!

    É ISSO AÍ!

    ResponderExcluir
  24. A verdade é que o BBB atual deixou para trás todo o espírito de se colocar pessoas comuns que não possuem nenhuma ligação com o meio artístico e passou a utilizar homens e mulheres bonitos com corpos esculturais para se promover, ou melhor, aumentar sua audiência. O que aconteceu é simplesmente REPUGNANTE, NOJENTO e IMPOSSÍVEL DE SER ACEITO POR QUALQUER SER HUMANO DECENTE, HONESTO! Daniel, você é uma decepção absoluta como homem. O BBB não deve mais ser uma das atrações da globo. O nosso país urge por programas inteligentes, culturais e inovadores. O BBB trata as pessoas como objetos de decoração, tanto homens como mulheres. DECEPCIONANTE!

    ResponderExcluir
  25. acho em primeiro lugar que o caso deve ser investigado.acho que o ato foi armado e nao houve estupro.eu acho que e mais um preconceito do programa.primeiro foi excluida a gorda,depois o negro.acho que o ministerio publico deve tomar esse caso como prioridade.a globo esta indo longe demais.o alcool e ingerido como se fosse agua.APOLOGIA DO ALCOOL,APOLOGIA DO SEXO A QUALQUER PRECO,APOLOGIA DO SUCESSO A QUALQUER CUSTO,SUCESSO NEM QUE SEJA POR MINUTOS,DINHEIRO A QUALQUER CUSTO,FAMA A QUALQUER PRECO.BELEZA PARA VENCER NA VIDA,EM PROL DO SUCESSO.E NOJENTO

    ResponderExcluir